segunda-feira, 14 de setembro de 2015

Teen spirit

Gosto e sempre gostei do cheiro de petróleo, gasolina, diesel e fuel; sempre gostei e continuo a gostar dos cheiros de álcool, acetona, verniz, tinta d'água, sintética, de esmalte; sempre gostei e gosto do cheiro de tabaco de cigarro, cachimbo ou charuto, alcatrão, diluente, aguarrás, cola uhu, patex, todas.
Sinceramente, com esta ligeira inclinação para a desgraça, é um milagre eu não ter acabado numa qualquer valeta desta vida.

12 comentários:

  1. Me too. Numa fase em que não suporto cheiros de qualquer espécie, o gosto por esses mantém-se inalterável. Vai-se lá perceber.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A sério, os cheiros tóxicos não te enjoam? Eia. Nem por acaso, também são os últimos a incomodar-me. Eu devo ter um nível de estrogéneo ou progestrona ou lá o que é estratosférico, que durante certos dias do mês (aqueles que são a antítese do "estou grávida") enjoo que me farto, mas só a perfumes e cheiros de comida. Coisas. Mas conheci grávidas que enjoaram horrores ao tabaco, e ainda bem.

      Eliminar
    2. Pois, não. Nestas férias a casa do Minho esteve em obras e na fase da pintura não me incomodava nada, muito pelo contrário. Já a lixívia e alguns produtos de limpeza sim. Então ambientadores nesta fase é para esquecer.

      Eliminar
    3. A maior parte dos ambientadores dão-me volta ao estômago. Só suporto aqueles difusores de pauzinhos, e muito poucos - descobri uns na rituals que são suaves.

      Eliminar
  2. O unico cheiro tóxico que me enjoa ao ponto do vómito se não me afastar dele é a lixívia. No entanto é uma coisa recente. E quando alguém no comboio ao meu lado cheira a lixívia? tenho que me ir embora.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não suporto o cheiro de lixívia, amoníaco ou éter. Engraçado, hein? Não tem piada nenhuma é quando tenho de fazer limpezas mais profundas (sim, que isto de ter empregada é muito engraçado, mas ainda me sobra muito trabalhinho em casa, e as camisas não se desencardem sozinhas).

      Eliminar
    2. Adoro cheio a lixivia e alcool... mesmo... e sonasol verde, etc.. quase apanho intoxicacoes nas limpezas.

      Eliminar
  3. Olha olha... achava que era defeito de fabrico meu, por ter nascido com uma oficina de automoveis em casa. Gosto muito do "cheirinho a alecrim"* de muito vegetal fumado, mas tabaco nao.

    *Essa do cheio a alecrim foi um colega meu a ser entrevistado para o noticiario da RTP em directo do primeiro Vilar de Mouros da decada de 90. "Do que mais estas a gostar deste festival?" "Do cheirinho a alecrim que por aqui anda..." E os meus pais a ver-me ao lado dele na TV...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cheirinho a alecrim é muito bom :D aqui entre nos, também aprecio. Mas incenso ou mirra, nem por isso. Mirra dá-me vômitos...

      Eliminar
  4. Estou solidária, que eu também gosto desses cheiros todos. E não gosto de perfume xD

    ResponderEliminar
  5. Estava pa dizer que este título me desilude um bocado. Parece-me que o "I love the smell of napalm in the morning" lhe caía como uma luva.

    ... you know, one day this war is gonna end ...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. acreditas que pensei nessa citação do napalm? :D

      Eliminar