quarta-feira, 25 de maio de 2016

Gentle Giant


Mais alguém por aí a precisar de uma terapiazinha de grupo?

32 comentários:

  1. Opá, só vimos ontem, estamos ambos muito mal. Não se faz :'(

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E lá se foi mais um canito :(

      Eliminar
    2. Yep. Mate ficou muito abalado, que mate não pode ver bichos morrer, mesmo que de ficção.

      Olha, já que hoje é dia do orgulho nerd (ouvi na rádio), toma lá esta:
      https://www.youtube.com/watch?v=6BQ29FNQfXo

      Eliminar
    3. Agora esperemos que o Bran valha a pena!

      Eliminar
    4. Tem essa obrigação. Oh pah, não fiquei assim pelo Jon, pah.

      Eliminar
    5. e tou para ver quando marcha o lobo do jon.

      Eliminar
  2. Tens que ver isto para animar um bocadinho:
    https://www.youtube.com/watch?v=n4zHF4qLve0

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Epá. Pronto. Por um lado estou feliz por cá não se dobrar nada. Por outro, tenho de tirar o chapéu a quem tem de fazer a tradução e levou com esta s'presa em cima :D

      Eliminar
    2. mesmo. e acho que os espanhóis tiveram o mesmo problema.

      Eliminar
    3. Bem feita, fosse poliglotas :P

      Eliminar
  3. Acabei de ver...
    e acho que vou precisar de terapia para deixar de ver isto de uma vez por todas...
    questãozinha: como é que dois marmanjos que não imaginaram isto vão acabar a série?
    Qual é a coerência da série se distanciar dos livros? eu sou "team" livros e mal ou bem confio mais no Martin para dar um final decente a isto... (será que é verdade que o Martin já não tem nada a ver a série ou é mais uma treta?) questões, questões...
    Quando "aquilo" aconteceu à Shireen tinha prometido a mim mesma desligar da série....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A meus braços, Patrícia. Aquilo da Shireen deixou-me furiosa, apoplética. Também sou team livros, mas olha, rendi-me à evidência. Diz que o Martin acompanha o argumento e aliás foi ele que revelou o destino do Hodor, malvado.

      Eliminar
    2. Ele continua a aparecer nos créditos como co-producer ou coisa do género. Mas não sei se é só impressão minha mas nota-se que já não é ele que escreve a história, especialmente nos diálogos, estão mais hollywoodescos. Se calhar é só mesmo mania minha mas já não é a mesma coisa.

      Eliminar
    3. Salvo erro é produtor executivo, o que nos EUA quer dizer que tem controlo sobre o argumento, mas não tem, necessariamente, de tomar parte no processo de escrita. Do que sei há dois show-runners (argumentistas principais, ou antes, autores) e todas as decisões passam por estes, mas com controlo do GM. Se tem direito de veto é que já não sei - normalmente, sendo autores do livro base, exigem-no.

      Eliminar
    4. O Martins já não co-escreve, mas tem direitos de supervisão, para que não haja um afastamento muito grande (quem fixará os parâmetros desse afastamento que às vezes parecem estender-se num leque de kms, j/w) dos livros e da plotline pensada por ele para os livros.
      Li algures também que - para que as coisas não corressem demasiado mal - o Martin teve de revelar 3 segredos/wow-moments/cenas essenciais do livro aos showrunners, e uma delas foi esta do Hodor. A outra pensa-se ser a célebre (e já não tão desconhecida) teoria R + L = J, e a terceira... pois, essa :) Um dia ficaremos a saber, de um lado ou do outro.

      Eliminar
    5. Exacto, ele não escreve mas tem direitos sobre o rumo da história.
      Também li essa dos 3 segredos, e o 3º está mais guardado que o de Fátima. Quando comecei a ler os livros, já não me lembro em que volume, tive aquela intuição dessa R + L = J. E que, a ser verdade, tendo a linhagem do norte e sangue de dragão, teria um papel fundamental na história. Depois acabei o Dances with Dragons, o JS morria, e pronto, achei que acabava ali a cena, mas prontES.

      Eliminar
  4. Hodor! Hodor! Hodor!(quase que me deitei em posição fetal, a repetir o nome do home)
    Pah, não se faz.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Me, temos de fazer um retiro de traumatizados :P

      Eliminar
  5. Acredito que o George RR Martin até já tenha decidido o destino das personagens.

    Não vejo a série, nem simpatizo com ela, mas é impossível escapar-se. Isto para dizer que a atitude mais correcta seria fazerem o mesmo que fizeram em relação aos livros da Hillary Mantel: a terceira série só virá depois do terceiro livro. Mas os dólares e tal...

    Criou-se um tal circo em torno da série, gastou-se tanto dinheiro em marketing, que já não é possível inserir pausas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Idem aspas, subscrevo. Isto de a série andar à frente dos livros é cá uma azia, pá, não se faz.

      Eliminar
  6. Fiquei doente. Danada. (mas é tão brilhante)
    Também fiquei doente com os canitos. Ainda tenho esperanças pelo Shaggydog (sou a eterna ingénua, parece que não aprendo nada, mas tenho uma certa esperança que o Smalljon Umber estivesse a tirar uma casquinha com a cara do Ramsay Bolton e tenha uma megacena preparada para lhe dar cabo do canastro - The North Remembers, right?), e fico a torcer pelo Ghost e pela Nymeria, que nos livros está bem viva, e na série não se viu morrer...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ao menos um! Ao menos um canito sobreviva! Pliiiiise!

      Eliminar
    2. Eu cheira-me que a Nymeria irá reaparecer quando a Arya voltar a westeros (lembram-se que eles todos têm um pouco de warg e que ela a certa altura sonha encarnada na loba...)

      Eliminar
    3. Tomara. Tenho p'ra mim que a lobitcha anda perdida, à espera.
      (se me matam a Arya ou o Tyrion, aí, meus amores, acabou)

      Eliminar
    4. Isso não podem! Ninguém mata os verdadeiros underdogs.

      Eliminar
    5. Não ponho as mãos no fogo, que o Jojó é cá um sádico, pá.

      Eliminar
    6. Epá, é sádico mas também é empresário, e acho que o Tyrion e a Arya (e a Danaerys) são intocáveis (ou melhor, pode-lhes acontecer tudo menos morrer).

      Eliminar
    7. O homem n deixou o Jon morrer, tb não vai matar nenhum desses (so i hope!)

      Eliminar
    8. Concordo com a Luna. Não só qualquer série precisa de algumas personagens âncora, como o HBO sabe que é tudo muito bonito, mas precisa de assegurar as audiências.

      Sem querer agoirar, o autor já deverá ter entregado uma grelha com o destino final de cada personagem, em caso de...enfim.

      O HBO deverá ter exigido isso.

      Já agora, parece que o Kit H e seu cabelo queixam-se que a indústria é sexista para com os homens.

      Então, mas a própria série onde ele trabalha não lhe permite uma análise mais realista?

      Eliminar
    9. Também acho que todos os envolvidos sabem que a Arya e o Tyrion são essenciais, e que haveria motins caso morressem :D

      E sim, em todas as séries (boas e bem feitas) existe essa "grelha", ou bíblia, na gíria, em que já está esquematizada a linha da história, e desfechos dos personagens. Em algumas séries, sinceramente, fico com dúvidas sobre se a fizeram (Lost, p. ex., caneco). Mas no How I Met Your Mother, pá, existe mesmo. Ando a rever, já sabendo o final, e é notável, NOTÁVEL a coerência interna da linha de história e desenvolvimento dos personagens. Mais notável é perceber que aquilo está tão bem estruturado que a série até podia ter tido menos duas temporadas e o resultado final não teria sido comprometido. Kudos.

      Essa do Kit, bom, o Kit knows nothing. E só por causa das coisas, agora fazia um full frontal nudity, para equilibrar o tal do sexismo.

      Eliminar
    10. Isso dos gajos e do full frontal nudity...

      O único actor de quem eu me posso considerar fã, o Tom Hiddleston, entra num filme baseado num livro do Ballard, o High-rise.

      Canibalismo, assassinatos muitos e variados, etc. Pois que há uma cena em que a personagem que ele interpreta aparece nu, mas com um jornal tapando o essencial da nudez.

      Pois que ele já considera aquilo muito ousado, mas que, pronto, na praia ele também não mostra mais.

      Ainda me lembrei do Gonçalo Waddington a dizer que é preciso ter muita confiança no tamanho para mostrar, mas este actor foi fotografado em Cannes em estado de entusiasmo e não me pareceu que tivesse motivos para ser tímido.

      O realizador já veio dizer que haverá homens nus como figurantes (agora, devido ao GOT, muito caros), mas não é a mesma coisa.

      Num filme como este, aquele jornal nunca estaria a cobrir uma vulva. Estes gajos são uns toinos.

      Eliminar