segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

Santa Claus is coming to town

E vamos a fazer uma lista? Pois vamos, sou amiga do meu amigo e dos pobres desgraçados que, por obrigação familiar, têm de me presentear. Listinha feita, toda ela composta de livriscos, e entregue a quem de direito, i.e., provedora familiar, i.e., mãezinha. Mas, helas, esqueci-me. Esqueci-me d'O Desejado. Ele. Elíssimo. A suscitar suspiros e ais de cobiça desde o verão passado.
Quê? Um ai-fóne último modelo? Um chanato de sola pintada? Não senhor. Isto:

Porca miséria, vou ter de tratar eu do assunto.

(também devia ter pedido um vale faz-tudo e canalizador, que o botão do autoclismo já se estragou há um pedaço, e andamos no sistema puxe-você-mesmo a válvula há mais tempo do que gostaria de admitir. de caminho arranjava-me o estendal, que eu não tenho forcinha de mãos para aquilo. e montava a torneira nova no lavatório, espera!, primeiro ia comprar uma bacia nova e fazia-se tudo. e, já agora, também iam lá os anjinhos que procedem ao polimento de pedras, que as bancadas e chão estão uma miséria. ah, e o estendal de tecto. riscar tudo, ofereçam-me um faz-tudo. agradecida.)

7 comentários:

  1. Nhecas, não consigo perceber que geringonça é essa... elucida-me, sim? Dulce/Porto

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É um sprador/aspirador de folhas. My precious.

      Eliminar
  2. Não me parece que o Santa Claus seja a pessoa indicada para as tuas necessidades, precisas é do Querido para te mudar a casa!

    (Acresce a alegria de ter o Gugu a passar a consoada :D )

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Epá, esses não, c'aquilo é tudo uma aldrabice, ou não deixam as tintas e massas secar o que devem, ou não fazem aquilo em 48 horas. Anyhoo, não os quero lá em casa, que ainda me deixavam tudo em lilás e dourado. Credo.

      Eliminar
  3. Da muito jeito em certos e determinados paises, sim senhora, mas infelizmente neste triste em que a je habita, nao me serve de nada. A chuva e' tanta que transforma as folhas numa papa onde ja escorreguei 2 vezes - uma ficando toda pisadinha, e da segunda com um jeito qq na rotula que me doi que se farta a descer escadas. Peninha ja nao estar nos US, que poderia processar a camara e ficar rica sem precisar de trabalhar para o resto da vida.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah, eu adoro o tapete amarelo de flores. Até chover, claro, que depois é a loucura. Mas basta uma chuvinha para a calçada se tornar um ringue de patinagem. Se pudesse processar a Câmara pelos bate cu que já dei em calçada molhada, estava rica (que me lembre, já vou em 4).

      Eliminar
  4. (e é para o meu pátio/quintal/terraço, que já não tenho costas para o varrer, apanhar, mangueirada, ai as cruzes)

    ResponderEliminar